Uma triste notícia informada pela página oficial da Nova Sampa.

Segue a informação:

“Caros amigos leitores, ontem à noite, recebemos uma notícia não muito boa para nós. Foi muito impactante e realmente pegou nos de surpresa.

Estávamos em renegociação sobre a republicação do Vagabond. No Começo, nosso ideal era continuar a publicação de luxo da Conrad, que parou no número 14, e paralelamente recomeçar do número 1, para os novos leitores. Infelizmente a crise nos abateu no final de 2014 e que paralisou a publicação. Em fevereiro de 2015 retomamos a renegociação do relançamento, e essa desenrolou até então.

Infelizmente a Editora Nova Sampa, não tem mais o direito de publicações das obras de Takehiko Inoue. Por isso informamos que estamos sendo obrigados a CANCELAR a publicação de Vagabond pela Editora Nova Sampa.

Agradecemos Takehiko Inoue pela oportunidade, e desejamos sucesso para a sua obra com a sua nova parceria.
Aos leitores, e amigos, muito obrigado pelo carinho.

JENS – EDITORA NOVA SAMPA”

A triste história de Vagabond no Brasil começou no lançamento de edições meio-tanko e de luxo lançadas pela Conrad e ambas canceladas. A Editora Nova Sampa tentou seguir com a franquia lançando a edição de luxo a partir de onde a Conrad parou e pelo salgadissimo preço de R$40,00 cada e amargando o péssimo numero de 300 unidades vendidas em banca.

Era planejado pela Nova Sampa de que o mangá voltasse a ser lançado posteriormente a partir da primeira edição, mas infelizmente hoje sabemos que nunca ocorrerá ao menos por essa editora.

Com isso, Slam Dunk também não virá pela Nova Sampa. E no trecho final, dá a entender que Vagabond pode sim continuar no Brasil: “desejamos sucesso para a sua obra com a sua nova parceria.

Será que outra editora pegou Vagabond no Brasil? Panini e JBC seriam minhas maiores apostas.

[Atualizado] Outra editora Brasileira Pegou os direitos de Vagabond, segue informação da Nova Sampa:
“Pessoal. Estamos realmente tristes com a noticia. Tínhamos um carinho especial com Vagabond. E tentamos. Por mais que alguns não fazem a ideia do trabalho que é, todo o contato, todo o suor que é posto para trazer um mangá para o Brasil. Mas Vagabond já tem uma nova casa. Em breve vocês terão noticias da nova editora. Infelizmente, não ira continuar conosco. É isso. Agradecemos a todos vocês que nós apoiaram. Mas vamos em frente a vida é assim. Ainda continuamos aqui. Abraços.”

[Atualização 2] Alimentando o rumor que seja a panini (ou não).
00