Conforme anunciado posteriormente quando a Nova Sampa anunciou seus novos títulos, a editora planejou dar um informe claro sobre a situação de seus mangás em andamento e futuros projetos.

Vários pontos foram explicados e sintetizados em um pdf que pode ser acessado no site da editora clicando no link http://bit.ly/1xPSGLC
Detalhes sobre que a saida de Marcelo Del Greco em nada afeta o posicionamento da editora e que continuará empenhada em lançar mangás no Brasil e de que nenhum será cancelado no momento. Foi exposto que a editora pretende manter uma perídiocidade de seus mangás que deverá ser um pouco mais do que mensal, 45 dias de diferença entre cada volume dos mangás. E pontos criticos como a situação de Vagabond com a editora. Eles explicam que a situação do mangá no Brasil depende da aprovação da editora Japonesa e do Inoue. Confirmaram que o status do mangá no pais é atualmente paralisado, mas que se chegar a ser cancelado, comprometeram-se a avisar ao publico.

Nota-se que comprometimento é algo que a Nova Sampa quer ter com o público leitor e sempre reconhecendo que erraram em muitos pontos e que pretendem corrigir isso. O que já é algo muito positivo.

No mesmo pdf, é comentado sobre todos os mangás. Os concluidos, os em andamento e os previstos. É notório de que a editora afirma que o mangá Queen’s Blade terá mais uma aparição confirmada no pais prevista para o segundo semestre de 2015. A primeira série lançada foi a Exiled Warrior e apesar de não ter informado qual será a versão a ser lançada no pais, minha aposta pessoal seja que será a versão Hide & Seek, sendo que esta já está concluida em 4 volumes e a versão Struggle ainda está em andamento no japão com 5 volumes lançados e Hide & Seek se parece bem mais com cara de sequencia de Exiled Warrior, apesar de ter um traço bem diferente.

Continuemos na torcida pela Nova Sampa, pois quanto mais editoras de mangás no pais, melhor para os leitores e para o mercado. Não perca tempo é confira todos os detalhes! Acesse http://bit.ly/1xPSGLC