E aqui está a prometida novidade! (finalmente!!!!) Agora o Toonsfera postara analises de Mangás! Já era um desejo antigo de postar coisas diferentes além de tirinhas e mangás/hqs que produzo, como analises de mangas que adquiro (não dos disponíveis on-Line, nada contra). Tenho varias coleções, algumas completas, outras em andamento e alguns avulsos. Dos avulsos, não sei se comentarei de todos, mas podem aguardar analises de mangas bem variados, desde os medalhões como Death Note, Bleach, Dragon Ball, Sailor Moon e mangás menos conhecidos ou populares como Anomal, Omega Complex, etc.

Como primeira analise, resolvi começar por algo bem “underground” no meio dos mangas, mas baseado em uma história bem famosa, a de Jesus Cristo em Mangá Messias (Mangá Messiah). Já tranqüilizando qualquer possível aversão a analise, o objetivo aqui é analisar o mangá em sí, independente de sua fé ou a falta dela.

Manga Messias

Como já mencionado, Mangá Messias trata de relatar a história de Jesus Cristo como é relatada na Bíblia. Não se trata de uma releitura ou interpretação pessoal, mas uma conversão praticamente fiel dos relatos Bíblicos, só que em mangá.

Péraê!! Como assim “Quase fiel”? Calma que eu explico. Apesar da história não ser uma re-interpretação (onde o roteirista muda a historia de modo irreconhecível ao comparar com o texto original, como o recente filme de Noé), as falas usadas são adaptadas ao nosso português atual e com um pouco mais de dinâmica em varias passagens. Nota-se que a intenção foi deixar a leitura mais acessível e jovial do que a encontrada nas bíblias mais tradicionais. Então não estranhe ao encontrar algo como “Zé-ninguém” ou “nadica de nada”. Alguns poderiam então achar que se trataria de interpretação pessoal ou releitura, mas não considero esse o caso, já que o texto geral não foi alterado de forma a desagradar os leitores bíblicos mais ávidos de fidelidade e esses textos mais “casuais” serem esporádicos e que não destroem a história.

Manga Messias

“Badernaço”?! Não tem essa palavra na Biblia, mas o uso não tira a dinâmica necessária ao mangá

Além do texto soar um pouco mais “cool”, o mesmo pode-se dizer do desing de Jesus e alguns personagens. Jesus não é retratado aqui como muitas pinturas antigas em que ele (e os demais) parecem uns “coitados com cara de bobo”. Ele consegue parecer legal, simpático, destemido e valente como um personagem central de uma história deve ser na maioria das vezes (e como eu o imagino que seja ao ler os relatos da Bíblia). Por já ter lido varias historias com artes que retratam Jesus, o desing dele em Mangá Messias é o melhor já feito até o momento, mesmo em comparação com graphic novels em que o realismo é o maior destaque e em Mangá Messias o visual é mais simplificado devido ao desing remeter melhor sua personalidade. Enquanto a simplicidade funciona bem em Jesus e alguns discípulos, no geral essa mesma simplicidade é seu ponto fraco. Erros de anatomia dos rostos de frente são uma constante  e que podem incomodar a quem entende um pouco de desenho, no caso em questão a anatomia dos olhos, que estariam mais corretas se fossem desenhos em posição em 3/4 e não de frente. Os cenários também não são nenhum primor, sendo também bem simples.

O que balanceia um pouco a favor é de que Mangá Messias é totalmente colorido de modo mais próximo a um anime do que um manga (o que justifica o preço um pouco mais Salgado do que um manga comum, além de mais paginas).  Apesar dos autores de Mangá Messias serem orientais (Hidenori Kunai nos roteiros e Kazumi Shinozawa na arte), a leitura é ocidental, podendo com isso fazer que certos “puristas” reclamem de que o título de “mangá” não seja tão fiel a terminologia. Bem, isso vai de cada um. No geral a história remete todo o conteúdo dos quatro evangelhos. As passagens iniciais foram bem detalhadas e com uma boa dinâmica de leitura.Manga Messias

O grande problema foi nos momentos finais a partir da prisão de Jesus (e não me venham reclamar de spoilers de histórias bíblicas!!). Ficou corrido justamente nas partes que mais necessitavam de detalhes, onde a emoção final fecharia o manga brilhantemente, mas os limites de paginas devem ter limitado o autor.

Enfim, Mangá Messias apesar de alguns problemas técnicos, é sem sombra de duvidas uma das melhores opções de leitura da história de Jesus Cristo em quadrinhos. Uma leitura obrigatória para os fãs de mangá que tem a mente aberta para ler qualquer tipo de história, principalmente de alguém que fez história.

Espero que tenham gostado do Review. Siga-nos no Facebook e twitter para saber quando teremos novas análises e outras novidades 🙂